Trekking

Trekking significa caminhar, andar, trilhar ou migrar. A palavra trek é possivelmente uma herança da colonização inglesa no mundo, principalmente África e América do Norte, onde os trekkers viajavam meses em suas carruagens a boi, ou mesmo a pé, carregando todos os seus pertences de um lado para outro, muito parecido com os nômades do oriente. Também é utilizados na América, os termos backpacking e hiking. Andar é tão antigo quanto o próprio homem. Necessidade básica da vida, o homem andou para tudo ao longo da história: para atacar e fugir. Atualmente o trekking é definido como a arte de percorrer áreas selvagens a pé com um mínimo de infra-estrutura, o que implica em carregar numa mochila às costas todo seu equipamento e, geralmente sua própria comida. O trekking tão praticado nos Estados Unidos e Europa, tem se popularizado no Brasil nos últimos anos. É uma atividade que pode ser praticada por qualquer pessoa de forma competitiva ou simples prazer.

Caminhar por trilhas naturais, desfrutando do contato com a natureza e, ainda por cima, cercado de belas paisagens em locais pouco conhecidos. Quem pratica o trekking ou caminhada, tem essa oportunidade, e esse é sem dúvidas o principal motivo que faz do esporte um dos que mais cresce.Os praticantes do trekking aliam o prazer em contemplar a natureza com os benefícios da atividade física, tentando fugir do stress do dia-a-dia. Os percursos podem ser curtos ou longos, importando apenas o prazer em caminhar. Além dessas vantagens, o esporte acaba contribuindo para difundir o turismo nas regiões por onde passa, e reforçar o espírito de trabalho em equipe entre seus praticantes. O baixo custo da atividade, aliado com os vários níveis de dificuldades, proporciona ao praticante toda a segurança necessária e, é um dos principais motivos para o desenvolvimento do esporte. “Nos últimos anos o crescimento tem sido muito grande. As provas cada vez contam com mais equipes”, disse o Diretor do Departamento de Trekking da ABEA (Assossiação Brasileira de Esportes de Aventura), Esdras Martins.

A caminhada em si não faz sentido a não ser que esteja acompanhada de alguma motivação, seja ela física ou psíquica. Podemos ir mais longe e dizer que o ato de caminhar também pode transcender estas questões e ser uma forma de relaxamento, prazer, convívio com a natureza ou consigo mesmo. Sendo uma atividade que pode ser praticada por qualquer pessoa em qualquer idade (ressalvo feito àqueles que estão há muito tempo sedentários), o trekking é muito acessível do ponto de vista financeiro e muito seguro a nível físico.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!